Pular para o conteúdo

O que você sente ao ingerir álcool depende do que você bebe?

Jairo Bouer

14 de outubro


CERVEJA700

Você costuma se sentir relaxado, energizado, irritado ou deprimido depois de beber? De acordo com um estudo, isso pode depender do que você bebeu, e do seu padrão de consumo de álcool.

Pesquisadores do Sistema Nacional de Saúde do País de Gales e do King`s College London, no Reino Unido, decidiram investigar se os diferentes tipos de álcool podem causar estados emocionais distintos nos usuários. E a resposta foi sim.

A equipe descobriu que vinhos e cervejas tendem a gerar reações mais positivas nos usuários, enquanto destilados, como uísque, vodca e aguardente, podem deixar muita gente mais agressiva.

O trabalho, publicado no periódico BMJ Open, foi feito com base em dados de uma das maiores pesquisas online sobre consumo de álcool e drogas ilícitas entre adultos do mundo, o Global Drug Survey. Os autores do estudo declararam não ter qualquer conflito de interesse.

Entre diversas questões, os participantes responderam o que sentem ao consumir diferentes tipos de bebida e em diferentes contextos, como em casa, ou numa festa. Foram avaliadas respostas de 29.836 indivíduos de 18 a 34 anos de idade de 21 países.

Praticamente todos os participantes relataram experimentar reações emocionais diferentes dependendo do tipo de bebida alcoólica consumida. Veja os principais resultados:

– O vinho tinto e a cerveja foram citados como as bebidas mais relaxantes por 53% e 50% dos entrevistados, respectivamente. Somente 20% disseram que as bebidas destiladas ajudam a aliviar a tensão.

– Quase 30% dos consumidores de destilados afirmaram que se sentem mais agressivos após beber. Somente 2,5% dos usuários de vinho tinto disseram a mesma coisa.

– Mais da metade dos consumidores de destilados comentou que esse tipo de álcool faz com que se sintam mais confiantes e com mais energia, e 42,5% também disseram se sentir mais sexy.

Um detalhe importante, segundo os pesquisadores, é que os efeitos foram influenciados pelo nível de educação dos entrevistados, bem como idade, país de origem e, especialmente, nível de consumo de álcool:

– Os participantes da faixa etária mais jovem – ou seja, de 18 a 24 anos – indicaram que qualquer bebida alcoólica, quando consumida em um ambiente social, tende a aumentar a confiança, a energia, e a sensação de estar mais atraente. E homens foram mais propensos a dizer que qualquer tipo de álcool é capaz de aumentar a agressividade.

– Outro dado interessante: bebedores pesados e dependentes de álcool foram seis vezes mais propensos a relatar que qualquer bebida os torna mais agressivos ou com maior tendência ao choro que os bebedores ocasionais. Além disso, foram cinco vezes mais propensos a dizer que se sentem mais energizados após o consumo de álcool.

O estudo é observacional, e seriam necessárias pesquisas mais detalhadas para confirmar a hipótese. De qualquer forma, entender as emoções associadas ao consumo de álcool pode resultar em políticas de prevenção mais eficientes.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS