Pular para o conteúdo

Estudo canadense chama atenção para riscos dos energéticos

Jairo Bouer

14 de outubro


energeticos700 - Estudo canadense chama atenção para riscos dos energéticos

Cerca de metade dos adolescentes e adultos jovens que já consumiram energéticos experimentou consequências negativas à saúde, como taquicardia, náusea, insônia e até convulsões. É o que mostra um estudo conduzido pela Universidade de Waterloo, no Canadá.

A pesquisa, de caráter nacional, contou com mais de 2.000 jovens de 12 a 24 anos. Mais de 55% afirmaram já ter experimentado efeitos adversos, apesar de seguir o limite recomendado de uso, de no máximo duas bebidas ao dia.

Um quarto dos consumidores relatou ter tido insônia e taquicardia. Outros 18,3% vivenciaram dores de cabeça; 5%, náusea, vômitos ou diarreia; e 3,6% sentiram dores no peito. Uma proporção considerada preocupante, de 0,2% reportou convulsões após o consumo das bebidas.

Para os autores, os resultados indicam que é preciso aumentar a vigilância sobre os efeitos desses produtos, principalmente entre os mais jovens. Eles acreditam que as bebidas oferecem mais riscos que o café, talvez pela forma como são consumidas. O uso durante a atividade física ou em conjunto com o álcool poderia aumentar o risco de problemas com o excesso de cafeína.

Os dados foram publicados na revista da Associação Médica Canadense.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS