Pular para o conteúdo

Dinheiro pode interferir na preferência por relacionamentos curtos, diz estudo

Jairo Bouer

14 de outubro


casal700 - Dinheiro pode interferir na preferência por relacionamentos curtos, diz estudo
Crédito: Fotolia

Muita gente diz que homens e mulheres muito ricos tendem a trocar de esposa e marido como quem troca de roupa. Pois um experimento confirma a impressão que muita gente tem ao folhear revistas de celebridades.

Uma equipe da Universidade Swansea, na Austrália, convidou 151 voluntários (75 homens e 76 mulheres heterossexuais) para avaliar fotos de 50 parceiros potenciais e dizer com quais deles gostariam de ter um relacionamento longo ou curto.

Depois de terminar as avaliações, os participantes foram expostos a uma série de imagens de itens de luxo, como carros potentes, jóias, mansões e dinheiro. Em seguida, eles receberam as fotos dos pretendentes e tiveram que classificar de novo cada um deles com base no tipo de relacionamento que gostariam de ter com eles – curto ou longo.

O contato com imagens relacionadas a riqueza fez com que homens e mulheres selecionassem mais parceiros para um relacionamento curto – um aumento de 16% em relação à escolha original.

Já a exposição a fotos de animais perigosos e de gente cuidando de crianças pequenas teve o efeito oposto. Com esse tipo de conteúdo, homens e mulheres foram mais propensos a selecionar parceiros de longo prazo.

Para os pesquisadores, certas circunstâncias interferem na preferência por relações mais efêmeras ou duradouras, como a dificuldade de se criar os filhos sem ajuda de outra pessoa. Quando a vida muda, essas preferências também podem mudar, segundo eles.

Diante da abundância de recursos, ficaria mais fácil pensar na ideia de trocar de relacionamento, de acordo com essa teoria. Já em tempos de insegurança, as pessoas tenderiam a buscar uma relação mais sólida e duradoura. As conclusões foram publicadas no periódico Evolution and Human Behaviour. Você acha que faz sentido?

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS