Acariciar um bicho de estimação diminui o estresse, confirma estudo

Publicado em Destaque, Notícias

Quem tem bicho sabe o quanto conviver com um animal de estimação pode melhorar nosso humor, mas um estudo publicado nesta sexta-feira (19) traz a confirmação. Mesmo um rápido contato com um pet contribui significativamente para a saúde mental e bem-estar das pessoas.

Uma equipe de especialistas em desenvolvimento humano da Universidade de Wasington, nos EUA, avaliou o efeito da convivência com bichos de estimação no corpo e mente de 249 estudantes universitários em um ambiente real, e não em laboratório.

Os participantes foram divididos em quatro grupos: o primeiro teve 10 minutos para interagir com os animais. O segundo apenas observou o primeiro grupo. A terceira parcela dos estudante apenas assistiu a uma apresentação com slides sobre os bichos e o último grupo não fez nada, apenas aguardou em silêncio.

Os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, foram examinados antes e após a intervenção. Quem interagiu com os bichos teve uma redução significativa depois do teste, e isso aconteceu inclusive entre os estudantes que já tinham níveis mais baixos no início do experimento.

Os pesquisadores afirmam que essa exposição pode trazer vantagens claras para a saúde física e mental se realizada continuamente. Os resultados foram publicados na revista Aera, da Associação Americana de Pesquisas em Educação.

Estudos anteriores mostram que o contato com um pet pode ser útil para baixar a adrenalina antes de uma prova importante. E um trabalho feito por médicos da Clínica Mayo, nos EUA, observou que donos de bicho dormem melhor quando o animal está por perto no quarto. Claro que nem todo mundo tem condições de criar um animal, mas tudo indica que o simples contato com o cão ou gato do vizinho ou do amigo pode trazer resultados.