Pessoas solitárias e as redes sociais

Publicado em Colunas, Par Perfeito

Cuidado: quem está se sentindo muito só deve ter atenção redobrada nos conteúdos e informações que posta. Um levantamento realizado por pesquisadores da Universidade Charles Sturt, em Nova Gales do Sul, na Austrália, revela: mulheres que se descrevem como ‘solitárias’ no Facebook são mais propensas a compartilhar dados pessoais na rede. Isso pode ficar ainda mais sério com a proximidade do Dia dos Namorados. Querer estar com alguém nessa data é um desejo de muita gente, mas não vale a pena correr riscos ou exagerar na intimidade.

Pessoas que se consideram solitárias se preocupam mais em facilitar o acesso aos possíveis interessados, o que pode levar ao compartilhamento precoce de diversas informações pessoais. Abrir detalhes particulares logo de cara, como endereço, situação econômica, entre outros, não vai facilitar a busca por um parceiro mais estável. Isso pode até assustar possíveis interessados.

A internet exige cuidados e deve ser utilizada como uma aliada. Sites de relacionamento, por exemplo, nos quais, uma série de registros são levados em consideração, podem ser uma forma mais segura para conhecer alguém do que entrar em salas de bate-papo “às cegas”, ou, em redes sociais, nas quais, muitas vezes, há poucas referências confiáveis. Fornecer dados pessoais sem saber muito sobre o (a) paquera, não é o melhor jeito de se aproximar de alguém.

No ParPerfeito (www.parperfeito.com.br), por exemplo, a proximidade com o Dia dos Namorados, fez a quantidade de cadastros aumentar, – no último mês o número de usuários já cresceu 40% . Que tal aproveitar a oportunidade, com foco e sem desespero?