Para certas pessoas, a impulsividade pode pesar

Publicado em Notícias

obesity (1)

Neurocientistas da Universidade do Texas encontraram uma associação entre personalidade impulsiva e Índice de Massa Corporal (IMC) alto.

A equipe selecionou 45 indivíduos de 22 a 43 anos, com IMC médio de 30.7 (que já configura obesidade), que foram submetidos a testes neuropsicológicos e exames de ressonância magnética funcional, quem medem a atividade no cérebro.

Os pesquisadores avaliaram a impulsividade dos participantes com perguntas como “você muda seus interesses com muita frequência?”ou “você tende a começar um trabalho novo sem planejar antecipadamente como irá fazê-lo?”. Os testes neuropsicológicos tiveram o objetivo de medir a maneira como os indivíduos tomavam diferentes decisões. E as imagens da ressonância foram capturadas enquanto eles executavam tarefas que exigiam controle do impulso.

A análise mostrou que, quanto maior era a alteração na função neural dos participantes, mais alto era o IMC. Segundo os pesquisadores, o que realmente se mostrou relevante, nesse caso, foi ter uma personalidade impulsiva, e não apenas tomar decisões por impulso em situações específicas ou em resposta a um vício.

Os resultados, publicados na revista Obesity, sugerem que oferecer estratégias para controle de comportamentos impulsivos é uma medida essencial para aumentar a eficiência dos programas para redução de peso.