Para 29% dos homens, beijar assim não é traição

Publicado em Notícias

beijo700

Um revela que 19% dos homens acreditam que beijar apaixonadamente alguiém que não seja sua parceira é algo aceitável. Apenas 9% das mulheres responderam o mesmo, de acordo com o levantamento, feito com cerca de 5.000 pessoas por uma ONG especializada em relacionamentos, no Reino Unido.

O estudo mostrou que, apesar de ser mais fácil trair, hoje em dia, com ajuda da tecnologia, os mais jovens – de 16 a 24 anos – são os que mais demonstraram possessividade. Ou seja: a geração Tinder, por incrível que pareça, é a que mais se incomoda em ser traído. Para 45% deles, até flertar com outra pessoa seria quebra de confiança.

Considerando-se os entrevistados de todas as idades, 31% relataram que terminariam o relacionamento se flagrassem o parceiro ou parceira flertando com alguém.

Duas vezes mais homens do que mulheres disseram que o uso de pornografia por parte do parceiro era sinal de infidelidade.

Por último, no entanto, 93% responderam que o relacionamento poderia sobreviver, mesmo que um dos parceiros tivesse um “affair”. Para a ONG, que defende a terapia de casais, a chance de um casal voltar fortalecido de um deslize é grande.