O que é mais seguro: tabelinha ou coito interrompido?

Publicado em @Saúde Uol, Vídeos

O internauta desta semana quer saber se o coito interrompido e a tabelinha são métodos seguros contra a gravidez. Segundo Jairo Bauer, nenhum dos dois métodos é garantido, seguro e confiável. Além de o coito interrompido exigir controle do parceiro, o líquido que sai do pênis antes da ejaculação pode conter alguns espermatozoides que podem gerar a gravidez indesejada. Já a tabelinha, como explica o médico, não é capaz de prever as irregularidades do ciclo. A dica, portanto, é optar por métodos hormonais –tais como as pílulas anticoncepcionais– ou métodos não hormonais –como a camisinha, o DIU (dispositivo intrauterino) e o Diafragma.
Você tem alguma dúvida? Mande um e-mail para o drjairobouer@uol.com.br. Assista às outras edições do programa